Final .

  TCE - Tratado Cosmológico Espacial

Atualização: 27/05/17

NOTA DE ALERTA

O texto exposto a seguir revela de forma muito objetiva, uma realidade ainda não conhecida pelos meios acadêmicos formais, o que pode surpreender o leitor ainda não familiarizado com os novos postulados conceituais apresentados com a 'Teoria Espacial' (teoria unificadora) através do Tratado Cosmológico Espacial, principalmente os novos conceitos de 'Espaço' e 'Imagem' (com iniciais maiúsculas). Convém, antes de tentar compreender tais revelações seguir o Roteiro de leitura proposto na página de abertura deste portal.

 

.

A TRILOGIA  UNIVERSAL DE TRANSFORMAÇÃO [Básica*]

Uma forma extremamente sucinta é revelar um Universo totalmente construído por um "único" 'elemento', que quando associado a um “agente transformador”, naturalmente se transforma em outros elementos percetíveis ou não, porém, 'mensuráveis'.

  - O ‘elemento essencial’ é o  "Espaço"; [1]

    - O ‘agente transformador’  é  o  "movimento"; [2]

    - A ‘resultante natural’  é  a  "energia". [3]

.

energia

. .......................'Espaço' . matéria


a) O 'Espaço' (com 'E' maiúsculo) se transforma em energias por ser rapidamente "polarizável", dependendo apenas do tipo de movimento específico associado, ou seja: direção, sentido, velocidade ou frequência do movimento. A energia retorna para a condição de 'Espaço' se cessar os movimentos (2º fundamento).

b) A energia se transforma em matéria através de 'superposições' de 'Imagens' (com I maiúsculo), que se agrupam em micro-estruturas, inicialmente pouco organizadas, por entropia e/ou ressonãncia (Leis propostas).

c) A matéria absorve 'Espaço' para a manutenção de sua existência através do movimento dos componentes subatômicos, onde parte dele é retido pelos orbitais eletrônicos (1º e 3º fundamentos) e outra parte é 'irradiada' na "forma" do corpo como 'Imagens'. A matéria retorna ao estado de 'Espaço' através de 'velocidades' acima de um patamar (N=c²/e); o 'Espaço' está contido na matéria... Formando assim, a Trilogia de Construção do Universo:

.

'Espaço' <=>  movimento  <=> energia = matéria

ou, inverso:

Matéria <=> energia <=> movimento = 'Espaço'  

.

CONCEITUAÇÃO FUNDAMENTAL

'Espaço': (com E maiúsculo) esta palavra representa a pré-energia imprescindível para a formação, sustentação, expansão e movimentação de todo o Universo. É diferente do 'espaço-volume'[4], sendo iguais apenas em "módulo". Muitos tipos de 'Espaço' são classificados na 'Teoria Cosmológica Espacial' por ser tudo que tem existência nesse mundo, produtos derivados do 'Espaço' (2º fundamento).

Movimento: é a condição universal do 'agente de transformação'. Entre as diversas formas naturais ou artificiais de iniciar a movimentação do 'Espaço', está também a ‘intencionalidade’, voluntéria ou não, que nasce no ‘Espaço mental’ individual ou coletivo, quando na presença do ‘Espaço puro’ em abundância.

Energia: É o 'Espaço' em alto giro ou em alta vibração. O 'Espaço' em sua condição "original" não necessita de nenhuma representação gráfica para descrevê-lo, tais como: bolinhas, cordinhas, ondinhas...

Imagem: (com I maiúsculo) este termo representa o retorno do ‘Espaço’ requerido pelo movimento (1º fundamento) de um conteúdo de energia estruturada ou em estruturação (matéria), ‘irradiado’ com a “forma” da estrutura (corpo), podendo ser visível por um observador comum quando na presença de Luz. A propagação das 'Imagens' tendem a ‘convergência’, independente da presença ou não da ‘Luz’, ou seja, as ‘Imagens’ tendem ao infinitamente pequeno. Nesta condição, poderão se transformar em ‘partículas elementares’ se houver a "Superposição" e "Replicação" dessas 'Imagens' (Leis propostas - Volume I).

.

NOTAS: [voltar]

A 'Trilogia de Transformação' é incompleta sem a presença do "Princípio Inteligente" (PI), que se manifesta através de "Leis Convenientes".

* Ver o artigo mais completo no Link "EXTRAS"; com o título de "A Trilogia Universal e o Princípio Inteligente".

.

Conheça aqui uma nova visão do nosso Universo:. A 'Visão Trial

.

 

Home < PÁGINAS > Roteiro